Vai encarar?

Padrão

Estão abertas as inscrições para a 10ª edição do Desafio Sebrae. Voltado para universitários (principalmente dos cursos de Administração e Economia), o desafio visa oferecer um ambiente competitivo real para estudantes “testarem” seus conhecimentos. No ano passado, foram mais de 90 mil estudantes. Espera-se que o número supere a marca dos 100 mil neste ano.

Participei uma vez. Infelizmente não conseguimos nos classificar. Mas tive uma turma que chegou até as quartas em 2006. Estimulo fortemente que montem seus times e participem. Além da experiência, há também um prêmio. Além dos tradicionaisMúsculocomputadores, neste ano será oferecida uma viagem à Itália para a equipe vencedora.

A inscrição custa 30 reales por equipe e as inscrições vão até 13-Mai-2009.

Palestra com Avi Zins na FIT

Padrão

 

fit-logoNão há como negar o impacto da Tecnologia da Informação sobre a sociedade moderna. Os efeitos não se restringem apenas às empresas, mas a todos aqueles que vivem na chamada Era do Conhecimento. Indústrias, comércio (e sua vertente online), serviços, alimentação, até mesmo hospitais tem na Tecnologia parte de sua condição competitiva.

Avi Zins, executivo Senior de empresas como HP e IBM, tendo passado por diversas áreas dentro do setor de Tecnologia e recentemente premiado como High Achievers HP 2007 e Top Performer HP 2008, conversará conosco acerca do impacto estratégico da Tecnologia da Informação sobre os negócios atualmente, dando ênfase ao mercado hospitalar, com suas oportunidades e peculiaridades.

Quando? Quinta-feira, 26-Mar-09 as 19:30
Onde? FIT – Faculdade Impacta de Tecnologia
Rua Arabé, 71 – Vila Mariana

Obs.: Aos alunos do curso de Administração de Empresas da FIT, as palestras ministradas nessa e na semana seguinte valerão 5 horas deAtividade Complementar

Clipping de 24-Mar-2009

Padrão

Gastando mal? Menos de 10% dos gastos com a crise são para geração de empregos.

Tô nem aí… A crise que não afeta os pequenos.

A vitória do segundo. Estaria na hora da F1 mudar de fórmula?

Governo deu poder para pessoas irresponsáveis, diz Mendes sobre grampos. Isso é ser co-irresponsável?

BC reduz previsão para investimento estrangeiro em 2009. É, minha gente…

Discurso do Sen. Jarbas Vasconcelos ao Senado. Corrupção pouca é bobagem.

Skype cresce em ligações internacionais. É a era do VoIP.

Palestra com Marcelo Vitorino na FIT

Padrão

Em tempos de negócios virtuais, os tradicionais modelos de negócio com forte apelo mercantil, onde há a presença de um comprador que paga por um produto e  um vendedor que recebe por isso, deixa de ser a única remuneração de um negócio. A internet abre possibilidades inexploradas até então e, em muitos casos, ainda confusas e carentes de entendimento.

Para conversar conosco sobre esse assunto, Marcelo Vitorino estará na FIT –Marcelo Vitorino, do blog Pergunte ao UrsoFaculdade Impacta de Tecnologia na próxima quinta-feira, 19 de Março, a partir das 19:30 h no Auditório. Sócio da Insight Publicidade e fundador do InBlogs, é um dos blogueiros mais conhecidos de São Paulo com o blog Pergunte ao Urso, e ministra palestras em eventos como Campus Party 2009 e no Fórum de Mídias Digitais 2008. Ele conversará conosco acerca de novos modelos de negócio que surgem ao redor do ambiente virtual, formas de geração de receita e estratégia integrada de negócios.

Quando? 19-Mar-09 as 19:30
Onde? FIT – Faculdade Impacta de Tecnologia
Rua Arabé, 71 – Vila Mariana

Obs.: Aos alunos do curso de Administração de Empresas da FIT, as palestras ministradas nessa e na semana seguinte valerão 5 horas de Atividade Complementar

Global opportunities of crisis

Padrão

Global opportunities of crisis
“Crisis is a blessing for countries and people for it magnetizes progress. Crisis is a trigger for great inventions and strategies. Whoever overcomes crisis, overcomes himself.”
Albert Einstein, The Saturday Evening Post, 26 October 1929

Anyone who went through a crisis sometime in his/her life, regardless of its nature, can emphasise

Spread the word

Padrão

Hoje recebi o contato de um estudante de administração de Minas Gerais, dizendo o quanto alguns dos slides que disponibilizo aqui o tem ajudado. Fiquei feliz. Não apenas pelo contato e reconhecimento, mas principalmente por saber que posso contribuir com alguém apenas disponibilizando o material aqui. Isso, para mim, é que é universalização e compartilhamento do conhecimento e da ciência.

A marca pode salvar a sua empresa

Padrão
A marca pode salvar a sua empresa
Quer evitar a possibilidade de especular a falência? Veja como priorizar a estratégia de marca é fundamental na gestão de seus negócios.

Estamos iniciando mais um ano, este vai passar como o passado. O tempo é implacável para todos, principalmente para o gestor de uma empresa. Esse é o momento de tomar decisões importantes, de gerir cada vez melhor, e não há mais desculpas para o desconhecimento, a inércia da lei e de seus direitos. A globalização bate-nos à porta, nos desanuvia os conceitos passados e a nova gestão toma conta. É hora de mudar ou se ofuscar na busca da liderança, junto à concorrência.

É fundamental tomar decisões que venham a agregar valor à empresa e aumentar o seu patrimônio ativo. Portanto, é o momento de investir em uma identidade no mercado. E, o início dessa trajetória, é o registro da marca.

Apesar do cenário sombrio, não há lugar para o medo, é necessário ousar, criar, faturar! Um dos caminhos para se alcançar o objetivo, e o sonho se tornar real é registrar a marca da empresa, dando-lhe uma propriedade prevista constitucionalmente. Muitos empresários não atribuem a devida importância à marca, e não a consideram como uma propriedade. Este é um engano perigoso, pois se trata de propriedade no seu sentido lato sensu, e dela pode-se usar, gozar, usufruir e reaver.

A doutrina mais moderna no assunto já discute o usucapião da propriedade industrial, logo, temos nela a marca, no sentido mais amplo da propriedade, onde todos os investimentos vão ser contabilizados, revertendo-se em patrimônio intangível da empresa.

Li recentemente o livro “Casa Gucci”, da jornalista Sara Gay Forden, onde a autora discorre sobre a história da marca Gucci e a luta da família para firmar o nome da empresa no mercado, como artigo de luxo. Lê-se principalmente na trajetória da obra que em um determinado momento da vida da empresa só lhe restava a marca.

E foi exatamente ela, a marca, que salvou a empresa da falência. No instante mais difícil, a família Gucci se valeu da identidade desenvolvida para seus produtos e conseguiu virar o jogo.

O enredo nos fala claramente do empenho, desejo e da ganância de angariar o maior número possível de marcas para o patrimônio da empresa, são elas que geram os bilhões de dólares de lucros aos investidores da moda.

Mais uma vez, parei para indagar que a importância da marca em uma empresa não tem limites. Bem-estruturada e trabalhada, a marca torna-se fonte de lucros imensuráveis para os seus titulares.

Hoje, com a concorrência cada vez mais seletiva, não sobra espaço para o “achismo”, o “se der”, e os vários “Ses” do negócio. É preciso acreditar na empresa, em sua identidade, capacidade e principalmente em sua marca.

A concorrência é implacável, o empresário não pode vacilar um minuto do objetivo do seu sucesso, caso contrário, os “ses” vencerão. Atitudes empreendedoras sustentam o futuro do negócio, e o registro da marca é a garantia do sucesso empresarial.

 

 

Por Maria Isabel Montañés (especializada em propriedade industrial e diretora da Cone Sul Marcas e Patentes)
17/02/2008

Fonte: HSM Global

DICA: Shell abre inscrições para 30 vagas de estágio

Padrão

Shell abre inscrições para 30 vagas de estágio
Bolsa-auxílio é de R$ 800,00 para 4 horas e de R$ 1.200,00 para 6 horas.
Universitário deve ter previsão de formatura entre 2010 e 2011.

A Shell Brasil abriu inscrições nesta segunda-feira (2) para 30 vagas de estágio para os cursos de administração, ciências contábeis, economia, comunicação e engenharia (elétrica, eletrônica, química e produção).

Confira lista de programas de estágio e trainees

Entretanto, o número de vagas disponíveis pode aumentar ao longo do semestre, dependo da necessidade de cada setor. 

As inscrições devem ser feitas pelo site www.shell.com.br/rh até o dia 29 de março. 

Um dos principais objetivos da Shell é formar um banco de talentos de futuros profissionais e líderes, principalmente para áreas de negócio em expansão, como exploração e produção de petróleo e varejo, onde atualmente há o maior número de estagiários da empresa. 

Para ingressar no Programa Central de Estágio Shell, o universitário deve ter previsão de formatura entre dezembro de 2010 e julho de 2011.

As etapas de seleção incluem triagem de currículos, provas online de conhecimentos gerais, raciocínio lógico e inglês; dinâmica de grupo e entrevistas individuais com recursos humanos e supervisores da vaga. 

Além das oportunidades do programa no Rio de Janeiro, a Shell possui estagiários em outros locais, como São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul e Brasília. O processo de seleção para essas vagas acontece separadamente e conta com as mesmas etapas de avaliação. 

A carga horária é de quatro horas por dia, podendo ser de seis horas no período de férias universitárias. A bolsa-auxílio é de R$ 800,00 para quatro horas e de R$ 1.200,00 para seis horas durante o período de férias na universidade. O recesso é de 15 dias a cada seis meses. 

No período de provas a carga horária deve ser reduzida pela metade, de quatro para duas horas. 

O contrato é renovável a cada seis meses com prazo máximo de dois anos.

Fonte: G1

Disciplinas ajudam alunos a refletir e tomar decisões

Padrão

Disciplinas ajudam alunos a refletir e tomar decisões
segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009 
 
Após quase 40 anos, as disciplinas de filosofia e sociologia foram novamente incorporadas ao currículo do ensino médio, em junho de 2008, com a entrada em vigor da Lei nº 11.684. A medida tornou obrigatório o ensino das duas disciplinas nas três séries do ensino médio. Elas haviam sido banidas do currículo em 1971 e substituídas por educação moral e cívica.

A nova legislação deu força de lei ao Parecer nº 38/2006, do Conselho Nacional de Educação (CNE), que tornava obrigatória a inclusão de filosofia e sociologia no ensino médio sem estabelecer, no entanto, em que série deveriam ser implantadas. Na época, as duas disciplinas já eram adotadas em instituições de ensino médio de 17 estados brasileiros.

De acordo com a presidente do Conselho Nacional de Educação, Clélia Brandão Alvarenga Craveiro, a escola brasileira, de um modo geral, carece muito de uma dimensão crítica e analítica. “Não dá para deixar esse trabalho para fazer depois, quando o estudante chegar à universidade”, diz. Em sua opinião, a escola precisa trabalhar com a metodologia investigativa desde o início e, no ensino médio, os conteúdos de filosofia e sociologia, temas que são extremamente importantes do ponto de vista da cultura escolar, também proporcionam uma metodologia muito mais intensiva em relação ao aspecto de refletir e tomar decisões a partir de uma análise da realidade.

Para Clélia Brandão, o conteúdo da filosofia é extremamente importante, pois dá a visão de desenvolvimento, das relações entre as pessoas. “Para construir a cidadania, o cidadão precisa estar preparado para enfrentar a complexidade deste mundo. Uma das exigências é que ele tenha capacidade de selecionar informações e refletir sobre o que acontece no mundo”, justifica.

Formação – O Brasil tem carência de professores de filosofia para o ensino médio, mas o problema não é isolado. Também faltam professores de outras disciplinas como física, química, matemática, biologia, português e artes. Segundo dados do último censo escolar, cerca de 350 mil professores em exercício não possuem formação em nível de graduação e aproximadamente 300 mil atuam em área diferente daquela em que se graduaram.

O Parecer nº 8/2008 do CNE criou a chamada segunda licenciatura, voltada especificamente para o atendimento de professores que estão lecionando disciplinas para as quais não têm a graduação específica. É o Programa Emergencial de Segunda Licenciatura para Professores em exercício na educação básica pública, a ser coordenado pelo MEC em regime de colaboração com os sistemas de ensino.

Além disso, decreto assinado em janeiro deste ano pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva estabeleceu a política nacional de formação de profissionais do magistério. A União deverá atuar em regime de colaboração com estados, municípios e o Distrito Federal para a formação inicial e continuada de professores para as redes públicas da educação básica estaduais e municipais. A formação para os professores faz parte das metas do Plano de Ações Articuladas (PAR).

Mais informações sobre esse e outros temas podem ser encontradas no Jornal do Professor.

Fonte: Portal Educação